Home   Notícias e Eventos

09/10/2019

Câmara aprova projeto para evitar estragos após recapeamentos

Câmara aprova projeto para evitar estragos após recapeamentos

Vereador Tiquinho (na tribuna), autor do projeto que determina notificação com antecedência sobre novos recapeamentos asfálticos.

Com o objetivo de evitar prejuízos para as condições de  trânsito  e aos proprietários de imóveis, a Câmara Municipal de Penápolis aprovou  por unanimidade segunda-feira, dia 7, projeto de autoria do vereador Francisco José Mendes, o Tiquinho (PSDB),  de criação de sistema de notificação antecedendo a realização de recapeamentos asfálticos na cidade. Na tribuna do Legislativo, o tucano relatou que são comuns os casos de danos  no asfalto para novas ligações de água e esgoto, com  perdas de serviços em vias pública e  custos de reparos aos proprietários de imóveis.  O projeto do vereador dispõe que a prefeitura deverá elaborar cronograma de recapeamento asfáltico  comunicando o Daep com no mínimo 60 dias de antecedência. O Departamento de Água e Esgoto terá responsabilidade de notificar os proprietários de imóveis nos trechos  que receberão o serviço, sobre a possibilidade de antecipação da ligação de água ou esgoto.  
O vereador Júlio Caetano (PSD), repercutiu que  na Av. Luis Osório, frente do  Clube Penapolense , foi feito recapeamento asfáltico  e  futuramente  precisará haver troca de tubulação com prejuízos ao investimento.
O vereador Rodolfo Valadão Ambrósio, o Dr. Rodolfo (PSD),  destacou os benefícios que o projeto poderá viabilizar.  O vereador Carlos Alberto Soares da Silva, o " Carlão da Educação" (Cidadania),  reforçou  que será opcional  a ligação de água e energia quando houve recapeamento asfáltico. A vereadora Ester Sezalpino Mioto (PSD), citou caso de estrago em asfalto logo após recapeamento.  O vereador Adalgiso do Nascimento, o Ziza (MDB),  afirmou que  a iniciativa de preservação de recapeamentos asfálticos complementa várias outras ações criadas através de legislação municipal para melhor estruturação nas vias públicas, como exigência de loteamentos com asfalto, água, esgoto, iluminação e sinalização.  O projeto em pauta também foi destacado pelos vereadores Pr.  Bruno Marco (PSD) e Nardão Sacomani (DEM).

Imprensa/Câmara

« Voltar ao índice de notícias
Veja também: