Home   Notícias e Eventos

21/06/2020

Daep cria projeto piloto de coleta domiciliar por container

Daep cria projeto piloto de coleta domiciliar por container

Equipes do CEA percorreram o bairro orientando os moradores sobre o funcionamento da coleta diferenciada

A exemplo de outros municípios do Brasil e do mundo, o Daep (Departamento autônomo de Água e Esgoto de Penápolis) iniciou um projeto piloto de coleta domiciliar por meio de container. O primeiro bairro a receber o projeto será o Residencial Palmares. 
Na última semana, a equipe do CEA (Centro de Educação Ambiental) do Daep visitou todos os imóveis que irão participar do projeto a fim de explicar como será o seu funcionamento, com distribuição de um panfleto explicativo sobre o assunto.
Para a execução do projeto, o Daep adquiriu 30 containers de mil litros com um investimento total de R$ 45 mil com recursos próprios.  Os equipamentos serão instalados próximos das guias devidamente demarcados no chão, com distância de 50 metros entre eles. 
Outros municípios do porte de Penápolis que aderiram a essa coleta diferenciada são Lucas do Rio Verde (MT), Paulínia (SP) e Salto (SP). Outras cidades como Campinas, Campo Grande e São Paulo já utilizam esse sistema há vários anos.

Coleta com container
A coleta consiste na instalação dos containers plásticos, onde os moradores farão o depósito dos resíduos domésticos. Todo o material será coletado mecanicamente por um caminhão compactador, com equipamento específico para acoplar o container e depositar os resíduos dentro do caminhão sem a necessidade do uso de mão de obra. 
Todo o processo é realizado apenas por um funcionário, ao invés de três necessários para a coleta realizada regularmente. A frequência da coleta permanecerá a mesma e a coleta seletiva continua a ser realizada normalmente. O Daep também é responsável pela limpeza dos equipamentos a fim de mantê-los em condições sanitárias adequadas e não permitir a proliferação de animais peçonhentos.
O presidente do Daep, Márcio Wanderley, destacou que esta é uma nova forma de coleta para suprir a cobertura do aumento geográfico da cidade. “Também é uma medida para incentivar o descarte correto dos resíduos domiciliares de forma consciente, uma oportunidade para melhorar nossos hábitos e agir em favor da preservação ambiental”, afirmou.
Em outros pontos da cidade já foi implantada a coleta por meio de containers, de forma bem sucedida, como na feira livre e na área do camelódromo. Recentemente, a iniciativa foi colocada em prática nos hospitais, para coleta de resíduos não contaminados.
O presidente da autarquia adianta que os resultados serão avaliados desde a primeira semana de implementação do projeto. “Acreditamos que a iniciativa será benéfica aos moradores uma vez que os resíduos serão acondicionados em local fechado, afastando as ações de cães. Também não ficarão expostos à ação das chuvas que podem causar a obstrução das bocas de lobos e galerias e consequentemente, a ocorrência de enchentes”, concluiu.

Secom - PMP

« Voltar ao índice de notícias
Veja também: