Home   Notícias e Eventos

04/08/2019

Daep investe em economia de água

Daep investe em economia de água

Com o convênio assinado, o Daep dará início aos trâmites para a licitação das obras

O Daep (Departamento Autônomo de Água e Esgoto de Penápolis) formalizou o convênio junto ao Fehidro (Fundo Estadual de Recursos Hídricos) para investimentos em ações de economia de água. Os recursos no valor de R$ 345.547,67 serão destinados a setorização e zonas de pressão no sistema de distribuição de água.
O convênio foi assinado pelo presidente do Daep, Edson Bilche Girotto, o Batata, no dia 30 de julho. O Fehidro da Secretaria Estadual de Infraestrutura e Meio Ambiente financiará R$ 328.259,60 e o valor restante será de contrapartida do município. Segundo o presidente, o projeto prevê uma subdivisão na rede de distribuição de água.
“A rede será divida em 13 setores de abastecimento. Dentre as ações previstas, estão a instalações de válvulas e materiais hidráulicos nos setores definidos no projeto, com valores de mão de obra inclusos e também a instalação de macromedidores de vazão com demais materiais, incluindo aferição e calibração, caixa de abrigo e proteção contra descargas atmosféricas”, explicou Batata.
O presidente do Daep também destacou qual será o impacto do projeto para a comunidade. “Quando for necessária uma intervenção na rede que afeta a distribuição de água, os reparos poderão ser feitos pontualmente, reduzindo os transtornos à população”, afirmou.

Uso racional
Outro impacto positivo do projeto será a redução das perdas de água. “Com a subdivisão da rede de abastecimento, será possível controlar de forma mais eficiente as vazões produzidas e distribuídas, ou seja, quanto de água é distribuída e quanto efetivamente chega à população. Esta diferença atualmente é de 27% em Penápolis. O objetivo é reduzir essa perda”, enfatizou Batata.
O Daep possui Plano Diretor de Combate as Perdas de Água que contempla as ações pleiteadas visando reduzir as perdas e melhorar a eficiência do sistema de abastecimento de água no município.  
O projeto foi pleiteado em 2018 no Comitê de Bacia Hidrográfica do Baixo Tietê e aprovado em assembleia um junho deste ano. Após ajustes junto ao agente técnico, foi assinado o convênio. O próximo passo é a abertura do processo licitatório para contratação dos serviços. 
O projeto contempla intervenções nas redes hidráulicas que constituem em diversas ações de delimitação dos setores. Para isso, será necessário realizar serviços de abertura de vala, serviços hidráulicos com instalação de registros de manobra e macromedidores, intervenções para estanqueidade de cada setor e serviço de recapeamento com massa asfáltica.
Os recursos serão destinados para a contratação de empresa especializada que realizará o fornecimento completo dos materiais e suas instalações, incluindo os acessórios e ferramentas para montagem e manuseio. O prazo previsto é de nove meses para execução integral dos serviços. Os trabalhos serão acompanhados pelo setor de engenharia do Daep.

Secom - PMP

« Voltar ao índice de notícias
Veja também: