Home   Notícias e Eventos

08/11/2019

Desrespeito: Descarte irregular de lixo ainda é motivo de reclamação

Desrespeito: Descarte irregular de lixo ainda é motivo de reclamação

Lixo e entulho continuam sendo descartados irregularmente atrás do cemitério Jardim da Paz

A falta de educação e desrespeito de algumas pessoas ao realizarem o descarte irregular de lixo e entulhos continuam em algumas regiões da cidade. O problema já foi relatado outras vezes pelo DIÁRIO e vem sendo combatido pela Prefeitura através de trabalhos de limpeza destes pontos e também em campanhas de educação ambiental, ainda assim, o problema persiste.
Na região do Jardim Pevi, por exemplo, as diversas reclamações de moradores continuam. Os pontos são sempre os mesmos, sendo um deles o fim da marginal Winter Alberton, onde a prefeitura instalou placa alertando a proibição do descarte de lixo e entulho. Mesmo com a advertência, ainda é comum o descarte. 
Em outro ponto, atrás ao cemitério Jardim da Paz, a reportagem constatou que o problema também continua. Mesmo depois que o Departamento de Água e Esgoto de Penápolis, o Daep, cercou parte da área usada para o descarte irregular, muito lixo e entulho continuam sendo descartados, agora em diferentes locais próximo ao citado ponto. 
Na marginal do bairro, existe até mesmo uma placa sobre a proibição do descarte naquele lugar. Nela também há advertência respaldada através de Lei Federal , bem como os telefones da Polícia Militar Ambiental e do Daep, para que sejam feitas as denúncias. Entretanto, a placa é ignorada por muitas pessoas que insistem no descarte de lixo e entulhos no local, que fica bem próximo a uma área de preservação ambiental. Ali é possível encontrar diversos tipos de materiais, como sacolas plásticas contendo lixo caseiro, partes de cama, colchões, móveis velhos, e outros diferentes materiais.

Diferentes locais
Durante a reportagem, a equipe do DIÁRIO constatou que outros locais também são usados para o descarte irregular de lixo e entulhos. Um deles está situado no fim da avenida Marginal Maria Chica, atrás de uma antiga empresa de laticínios. O local, que fica bem próximo ao rio, precisou ser cercado para impedir o descarte no local. Uma placa de advertência também foi instalada ali. Mesmo assim, ainda é possível encontrar diversos materiais jogados às margens do local, constatando que a irregularidade continua.
Da mesma forma tem ocorrido na estrada vicinal Francisco Salla, num local próximo ao cruzamento com a rodovia Assis Chateaubriand (SP 425). 
Apesar da existência da placa alertando sobre a proibição, é enorme a quantidade de lixo jogado ao redor. O cheiro também é forte, bem como também é possível encontrar colchões, partes de móveis velhos, entre outros objetos descartados de forma irregular no local.

Limpeza
Assim como já vinha sendo informado pelo Daep, o seu presidente Edson Bilche Giroto, o Batata, voltou a afirmar que semanalmente uma equipe do Daep com caminhão e maquinário faz a limpeza dos locais onde há o descarte irregular. 
Segundo ele, o desrespeito de algumas pessoas ainda é grande ao insistirem na prática equivocada. “O problema é que nós fazemos a limpeza numa semana e quando retornamos na semana seguinte a situação já e a mesma novamente. Falta conscientização de algumas pessoas sobre o problema que traz para as pessoas próximas e também ao meio ambiente”, comentou. 
É justamente pensando nesta questão da conscientização que o Daep promove, regularmente, diversas campanhas alertando as pessoas sobre os problemas que o descarte irregular causa, muitas delas são realizadas através do Centro de Educação Ambiental (CEA), que atua entre as crianças e adolescentes. 

Ecopontos
Penápolis disponibiliza para a população um espaço para o descarte de entulhos e resíduos vegetais. Os ecopontos são a alternativa para evitar o descarte ilegal de resíduos sólidos em diversos locais. São unidades espalhadas pela cidade que funcionam de segunda a sábado, inclusive feriados, das 08h às 12h e das 13h às 17h.  Os locais estão disponíveis nos bairros Cidade Jardim, Jardim Pevi, Jardim Tropical. Jardim Del Rey, Parque Industrial e na Vila Santa Terezinha.
Recentemente o bairro Silvia Covas também foi contemplado com um novo ecoponto, instalado na rua Thomaz Henrique Beneduzzi Paiva, 29.
Uma lei municipal traz a proibição e penalidades para o descarte de resíduos sólidos em locais não autorizados, como áreas verdes, praças, terrenos, entre outros. A queima de lixo também está proibida. Quem lançar lixo em córregos, rios, poços e galerias também está sujeito a penalidades.
Recentemente, o Daep anunciou ainda que adotou uma nova estratégia para evitar o descarte irregular de resíduos. O monitoramento aéreo com o uso de drone é utilizado para auxiliar na identificação das pessoas que desrespeitam a Lei Municipal 2211/2017, facilitando o controle e a aplicação de multas quando for necessário.

(Rafael Machi)

« Voltar ao índice de notícias
Veja também: