Home   Notícias e Eventos

11/01/2018

Entulhos e resíduos podem ser descartados nos ecopontos da cidade

Entulhos e resíduos podem ser descartados nos ecopontos da cidade

No Jardim Pevi, o ecoponto está localizado na rua Elpídio Ribeiro, 400, ao lado da horta comunitária do bairro

Um dos grandes problemas enfrentados na limpeza urbana é o descarte ilegal de resíduos em diversos pontos da cidade. Uma das soluções para este problema é a utilização dos seis ecopontos para o descarte de entulhos e resíduos vegetais. Os locais estão disponíveis nos bairros Cidade Jardim, Jardim Pevi, Jardim Tropical. Jardim Del Rey, Parque Industrial e na Vila Santa Terezinha.
Mantidos pelo Daep (Departamento Autônomo de Água e Esgoto de Penápolis), os ecopontos foram criados para que a população possa descartar entulhos de pequenos reparos em construções, restos de limpeza de jardins, galhos e materiais recicláveis. 
Com os ecopontos, os moradores têm uma alternativa ecologicamente correta para contribuir com a limpeza urbana. Desta forma, evita-se o descarte em locais inadequados e as queimadas ilegais destes resíduos.
Não podem ser descartados resíduos domésticos, que são recolhidos somente pela coleta de lixo. Outra função dos ecopontos é ser base para o descarte de materiais recolhidos pelos carroceiros, favorecendo a limpeza urbana.
Os ecopontos são estruturados para receber estes materiais, e para isso, contam com caçambas, depósito e guarita para vigilância. Todos os resíduos são recolhidos e encaminhados para a Central de Tratamento de Resíduos Sólidos ou para a Corpe (Cooperativa dos Recicladores de Penápolis).

Serviço
Os Ecopontos funcionam diariamente das 07h às 19h, inclusive aos finais de semana.


Confira onde estão localizados:

- Cidade Jardim (Avenida Maria Rosa Passafaro Altimari, 1050)
- Del Rey (Avenida Avelino Bilche Filho, 1190)
- Jardim Pevi (Rua Elpídio Ribeiro, 400)
- Parque Industrial (Rua Francisco Colnaghi, 850)
- Santa Terezinha (Rua Altino Vaz de Mello, SN)
- Tropical (Rua Matias Martins Garcia, 739)

Fonte: Secom – PMP

« Voltar ao índice de notícias
Veja também: