Home   Notícias e Eventos

11/05/2019

Profissionais participam de capacitação da Fundação SOS Mata Atlântica

Profissionais participam de capacitação da Fundação SOS Mata Atlântica

Capacitação reuniu profissionais da área ambiental para plano de preservação da Mata Atlântica

Penápolis sediou uma capacitação da Fundação SOS Mata Atlântica em abril para discutir a elaboração do Plano Municipal da Mata Atlântica e ou Cerrado. O encontro reuniu profissionais da área ambiental no Auditório José Antonio Sacomani do Daep (Departamento Autônomo de Água e Esgoto de Penápolis).
A capacitação foi ministrada pelo ambientalista e diretor de políticas públicas da Fundação SOS Mata Atlântica, Mario Mantovani. O ambientalista orientou os profissionais presentes sobre como elaborar um plano de conservação do meio ambiente dentro dos parâmetros necessários para atingir as metas estabelecidas pelo próprio município.
Segundo o presidente do Daep, Edson Bilche Girotto, o Batata, a capacitação contou com profissionais da área ambiental que atuam na região. “O prestígio e reconhecimento do ambientalista Mario Mantovani, especialista no tema, atraiu profissionais para um encontro bastante produtivo focado na preservação ambiental”, destacou.

Plano
O Plano Municipal da Mata Atlântica e ou Cerrado foi instituído pela Lei da Mata Atlântica. É um instrumento legal que direciona e possibilita que os municípios atuem proativamente na conservação e recuperação da vegetação nativa da Mata Atlântica. 
Desta forma, o Plano aponta as ações prioritárias e áreas para conservação, manejo, fiscalização e recuperação da vegetação nativa e da biodiversidade da Mata Atlântica, baseando-se no mapeamento de áreas remanescentes na cidade. A elaboração do Plano Municipal também é um dos critérios de avaliação do Programa Município VerdeAzul, desenvolvido pelo Governo do Estado de São Paulo.  
Penápolis possui o Plano desde 2017, elaborado pela Secretaria de Agricultura, Abastecimento e Meio Ambiente e aprovado pelo Conselho Municipal de Meio Ambiente. Durante a capacitação, Mario Mantovani destacou a importância da elaboração do Plano Municipal na gestão ambiental. 
“O grande diferencial deste instrumento denominado de Plano Municipal de Mata Atlântica é sua aprovação prevista em Lei, pelo Conselho de Meio Ambiente, que se torna corresponsável, compartilhando com o executivo e o legislativo, as decisões sobre o desenvolvimento ambiental na cidade”, afirmou o ambientalista.

Secom – PMP

« Voltar ao índice de notícias
Veja também: