Home   Notícias e Eventos

06/03/2018

Tarifa de água e esgoto sofre realinhamento

Tarifa de água e esgoto sofre realinhamento

A partir de 01 de março está em vigor o realinhamento da tarifa de água e esgoto de Penápolis em 9%, seguindo a Resolução 02/2018 e o Decreto 5739/18. Segundo o Daep (Departamento Autônomo de Água e Esgoto de Penápolis), a medida é necessária para garantir a manutenção, investimentos e melhorias no tratamento, distribuição e reservação de água no município. O percentual foi analisado e aprovado pelo Conselho Gestor de Saneamento.
Esse reajuste da tarifa de água e esgoto é baseado numa análise da composição dos custos operacionais do Daep, assim como da necessidade de investimentos nos processos de captação, tratamento e distribuição de água e coleta e tratamento de esgotos. 
Conforme revelou o departamento, em 2017 houve um aumento de 3,89% na folha de pagamento em relação ao ano anterior; a energia elétrica aumentou 8,26% em relação a 2017; combustíveis aumentaram 11,30% em relação também ao ano anterior; já com os produtos químicos, os gastos foram 17,80% maiores que no ano passado.
Conforme revelou o presidente do Daep, Edson Bilche Girotto, o Batata, também foi analisada a necessidade de investimentos para melhoria da prestação de serviços como construção de novas adutoras, renovação da frota para desobstrução de esgotos, automação da ETA (Estação de Tratamento de Água), construção de novo reservatório de água no bairro Pereirinha e desassoreamento das ETEs (Estação de Tratamento de Esgotos).
“Ainda vale ressaltar que em 2017 houve um gasto de R$ 1.537.645,30 em pagamentos de precatórios trabalhistas, o que equivale a um aumento de 140% do valor gasto em 2016”, explicou ele. 
“Para se ter uma idéia, em 2016 o gasto com precatórios de ações trabalhistas foi de R$ 640.201,49. Para 2017 houve um salto exorbitante deste gasto”, comentou. 
“O valor da tarifa de água e esgoto de Penápolis está dentro da realidade de outros municípios, sendo que para subsidiar as análises de solicitação de reajustes ao Conselho Gestor de Saneamento, realizamos pesquisa de preços para comparar se estamos com valores fora da realidade, o que não foi detectado”, completou Batata. 
“Em pesquisa, foi constatado que os outros municípios tiveram aumento que variam de 6,96% a 13,85% em suas tarifas de água e esgotos. Nenhum município teve aumento somente com o índice inflacionário de 2,07% do INCP”, concluiu o presidente.

Secom – PMP

« Voltar ao índice de notícias
Veja também: