Ir para o conteúdo

Departamento Autônomo de Água e Esgoto de Penápolis e os cookies: Nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
OK
Departamento Autônomo de Água e Esgoto de Penápolis
Acompanhe-nos:
Rede Social Youtube
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
JUL
21
21 JUL 2021
DAEP INICIA MEDIDAS PARA COMBATER A CRISE HÍDRICA NO MUNICÍPIO DE PENÁPOLIS

O Daep (Departamento Autônomo de Água e Esgoto de Penápolis) inicia hoje as medidas preventivas para combater a estiagem na cidade de Penápolis. As ações adotadas estão previstas no Plano de Contingência 2021 da crise hídrica, lançado no mês de maio.  No período da primeira quinzena de julho de 2021, devido a nova metodologia, a vazão média do Lajeado teve uma redução de 27,13% em relação à ultima quinzena de junho, colocando o sistema de abastecimento no GRAU CRÍTICO. O comprometimento da capacidade de captação no ribeirão lajeado está  em 95%. Com esse comprometimento, o município entra em alerta no GRAU CRÍTICO.  Para prevenir um possível racionamento, o Daep adotará as seguintes medidas nas próximas datas:  

 
21/07- Corte no fornecimento de água em caminhão pipa para serviços públicos e particulares;
21/07 -  Corte no serviço de higienização de logradouros públicos, mantendo somente na Santa Casa, Pronto Socorro, Posto de Saúde Macro II e posto de vacinação da Covid no Ginásio de Esportes;
22/07 - Corte no fornecimento de água para irrigação de praças e campos de futebol;
24/07 - Inicio processo de redução de pressão nas redes de distribuição.
 
O Daep está lançando quinzenalmente um Boletim de Estiagem,  um informativo que apresenta dados referentes ao índice pluviométrico médio e os níveis de vazão do ribeirão Lajeado. Os dados são fornecidos pela Estação de Tratamento de Água do Daep, e pela Estação Fluviométrica da ANA, localizada na ponte do Colégio Agrícola sobre o ribeirão Lajeado. O boletim também apresenta indicador que afere a gravidade da estiagem e seu impacto no abastecimento público além do comprometimento da capacidade de captação de água no ribeirão Lajeado. Quanto menor a vazão do ribeirão, maior o comprometimento da captação, sendo que 100% significa o limite da vazão que conseguiria manter o abastecimento de água potável nas condições normais.
 
O Plano de Contingência é uma ferramenta de planejamento de caráter preventivo e tem a finalidade de antecipar-se a evento inesperado. Trata-se de um estudo que elenca as ações necessárias para que o evento tenha o mínimo de impacto na qualidade de vida da população. A graduação da criticidade está representada na seguinte escala: Estável – Alerta – Crítico – Racionamento. Para cada Grau serão adotadas medidas de restrição no consumo de maneira a reequilibrar a relação entre a vazão, capacidade de captação dada pela outorga e o consumo. Neste período é necessária a compreensão da população em usar a água potável de forma racional, sem desperdício, ter caixa d’água na residência e priorizar o uso para as atividades essenciais como alimentação, banhos e lavagem de roupas.
 
Para mais informações sobre o Plano de Contingência 2021 acesse o site do Daep www.daep.com.br no menu Downloads. 
Seta
Versão do Sistema: 3.1.3 - 03/09/2021
Copyright Instar - 2006-2021. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia