Ir para o conteúdo

AUTARQUIA MUNICIPAL DE SANEAMENTO AMBIENTAL e os cookies: nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
ACEITAR
PERSONALIZAR
Política de Cookies e Privacidade
Personalize as suas preferências de cookies.

Clique aqui e consulte nossas políticas.
Cookies necessários
Cookies de estatísticas
SALVAR
AUTARQUIA MUNICIPAL DE SANEAMENTO AMBIENTAL
Acompanhe-nos:
Rede Social Youtube
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
NOV
07
07 NOV 2023
DAEP PROMOVE FÓRUM PARTICIPATIVO PARA DEBATER REVISÃO TARIFÁRIA
enviar para um amigo
receba notícias
No último dia 31 de outubro de 2023, a Autarquia Municipal de Saneamento Ambiental (DAEP) realizou uma edição extraordinária do 14º Fórum de Saneamento e Meio Ambiente no Núcleo Acadêmico e Cultural da FUNEPE, que reuniu diversos setores da sociedade em um debate fundamental: a revisão das taxas e tarifas de saneamento em Penápolis.
 
Este encontro significativo contou com a presença de cidadãos engajados, vereadores, secretários municipais e funcionários do DAEP, que tiveram a oportunidade de conhecer a nova metodologia para cobrança dos serviços de água, esgoto e resíduos sólidos (lixo), expressar suas sugestões e contribuir para aprimorar a política pública de saneamento no Município.
 
A coordenação dos trabalhos ficou a cargo do Presidente do DAEP, Carlos Alberto Bachiega, que realizou a apresentação da nova fórmula de cálculo, aplicável tanto para as tarifas de água e esgoto como para a cobrança de resíduos sólidos. O objetivo principal dessa revisão é modificar a metodologia de cálculo, usando o consumo de água para a cobrança dos serviços de coleta de lixo, transformando-o de taxa para tarifa.
 
Essa proposta inovadora baseou-se na Norma de Referência nº 01/202 da ANA - Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico, que estipula a cobrança por meio de tarifas e, em seu artigo 5.4.1.2, define o uso do parâmetro de consumo de água para quantificar os resíduos a serem cobrados.
 
Outra mudança relevante é a redução do índice de acréscimo de 80% sobre o valor cobrado da área de coleta de lixo diária para um índice de 30%, conforme estudos realizados.
 
No que diz respeito às tarifas de água e esgoto, a proposta é manter a metodologia atual, que cobra por metro cúbico em cascata, variando o valor de acordo com a faixa de consumo. Entretanto, está sendo sugerida a criação de mais duas faixas de consumo acima de 50 metros cúbicos e a eliminação da cobrança da tarifa mínima de 5 metros cúbicos. Além disso, a extinção da taxa de manutenção de redes para terrenos sem ligação de água e esgoto também está em pauta.
 
O objetivo fundamental dessa revisão tarifária é simplificar a cobrança, utilizar os dados cadastrais existentes e assegurar uma cobrança justa pelos serviços prestados, conforme destacou Bachiega.
 
Durante o debate, os participantes tiveram a oportunidade de ouvir as propostas e contribuir com considerações e sugestões. Todas as ideias e observações serão devidamente registradas e orientarão a elaboração da versão final do projeto de lei.
 
O prefeito municipal, Caíque Rossi, prestigiou o evento, realizando sua abertura e enfatizando a importância do engajamento da comunidade na tomada de decisões.
 
O Presidente do DAEP, Carlos Alberto Bachiega, enfatizou que o evento alcançou com êxito seu propósito e destacou a alta qualidade do debate. Ele lembrou que em setembro de 2022, o 14º Fórum de Saneamento e Meio Ambiente havia iniciado esse diálogo e que este evento representou a continuidade das discussões sobre a revisão tarifária da autarquia. Bachiega reiterou seu compromisso de envolver a comunidade nesse processo antes do envio da proposta ao legislativo.
 
A realização deste Fórum Extraordinário demonstra a busca ativa por uma gestão transparente e participativa do saneamento em Penápolis, garantindo que as tarifas e taxas reflitam as necessidades e expectativas da comunidade atendida.
O próximo passo será agregar as sugestões apontadas no Fórum, realizar as simulações futuras de receitas, calibrar os indicadores e valores de forma a garantir a sustentabilidade econômica do DAEP e apresentar para analise e aprovação do Conselho Deliberativo do DAEP e por fim encaminhar projeto de lei para apreciação da Câmara de Vereadores.
 
Seta
Versão do Sistema: 3.4.0 - 05/02/2024
Copyright Instar - 2006-2024. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia